Certificação internacional da construção sustentável, a AQUA-HQE foi desenvolvida a partir da francesa Démarche HQE (Haute Qualité Environnementale) e é aplicada no Brasil exclusivamente pela Fundação Vanzolini. Como diferencial, ressalta-se o fato de possuir referenciais técnicos elaborados com base em aspectos específicos do país, considerando cultura, clima, normas técnicas e leis locais. Propõe, desse modo, um olhar mais sustentável para as construções nacionais, visando inovações e melhorias no seu desempenho.

A AQUA-HQE permite certificar edificações de diferentes tipologias, desde que constatado o atendimento aos critérios dos Referenciais de Certificação específicos para o caso. A certificação requer a implantação de um Sistema de Gestão do Empreendimento e a observação de 14 categorias de Qualidade Ambiental do Empreendimento (QAE), entre elas a relação do Edifício com seu entorno; Escolha Integrada de Produtos, Sistemas e Processos Construtivos; Canteiro de Obras De Baixo Impacto Ambiental; Gestão da Energia;Gestão da Água; Gestão de Resíduos de Uso e Operação do Edifício; Manutenção – Permanência do Desempenho Ambiental; Conforto Higrotérmico (ausência de desconforto térmico); Conforto Acústico; Conforto Visual; Conforto Olfativo; Qualidade Sanitária Dos Ambientes; Qualidade Sanitária Do Ar; Qualidade Sanitária Da Água.

Agora, o processo alcança também os condomínios residenciais. Até então, a certificação AQUA-HQE – Edifícios Habitacionais já estabelecia referenciais técnicos que contemplavam o retrofit no ciclo da construção. A novidade é que as reformas menores poderão se adequar ao referencial técnico AQUA – Condomínios Sustentáveis, que exige aderência às normas técnicas, instruções de baixo nível de incômodo aos condôminos, melhoria de parâmetros de eficiência energética, economia de água, melhoria na gestão de resíduos, limpeza e manutenção.

A certificação da construção sustentável AQUA-HQE – Edifícios Habitacionais aplicada ao ciclo da construção continua válida para edifícios residenciais desde o pré-projeto, passando pelo projeto executivo, até a construção e entrega. Para os edifícios não residenciais em operação, já existe e tem sido aplicada a certificação Gestão Sustentável. Os condomínios residenciais em operação e uso também podem se beneficiar da certificação AQUA – Condomínio Sustentável, que ocorre por meio da auditoria inicial, chamada de Admissão, e é mantida por meio de auditorias de supervisão anuais. Arquitetos, mas não apenas, podem participar do curso de qualificação AQUA – Condomínio Sustentável, que aborda a gestão do empreendimento. O conteúdo contribuirá para a orientação dos clientes no processo de implantação das boas práticas de sustentabilidade e permite a conquista da certificação.

Para atender aos requisitos da certificação AQUA-HQE − Condomínio Sustentável o condomínio será avaliado em cinco categorias: água, energia, limpeza e resíduos, manutenção e reformas e bem estar. Entre os temas das categorias estão: redução dos consumos; treinamento e conscientização para o uso racional da água; monitoramento – análise crítica; redução das emissões de poluentes na atmosfera; planejamento das rotinas de limpeza; limitar os impactos ambientais e sanitários da limpeza; gestão de resíduos no empreendimento; planejamento das manutenções e reformas; gestão de resíduos das reformas; treinamento e conscientização para manutenção e reformas; qualidade do ar; e qualidade sanitária da água.

De acordo com Manuel Carlos Reis Martins, coordenador executivo da AQUA-HQE, “a certificação será concedida mediante auditoria independente feita por profissionais capacitados e demonstrará os resultados de boas práticas que resultam em economias nas taxas condominiais, nos consumos das unidades, em uma administração mais sistematizada e em registros dos resultados ao longo do tempo. Ao mesmo tempo distinguirá o condomínio por suas práticas sustentáveis relativas ao meio ambiente e à interação mais colaborativa entre o condomínio e seu entorno”.

Além desses benefícios, a certificação pode ajudar os moradores a obterem descontos no pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), concedido nas muitas prefeituras de cidades brasileiras que adotaram programas chamados de IPTU ecológico ou verde.

Fonte: https://vanzolini.org.br/aqua/certificacao-aqua-em-detalhes/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *